Como já falei aqui no blog, não existe cidade perfeita, todos os lugares tem seus pontos positivos e negativos. E hoje, junto com o projeto Vida em TO, vou contar um pouquinho das coisas que eu não gosto em Toronto. Talvez todas minhas “reclamarções” podem parecer inofensivas, mas no dia a dia elas cansam!

Minha lista poderia ser maior (risos), mas combinamos de só falarmos 5 coisas, dessa forma, selecionei as que mais me incomodam. Se você mora em Toronto, veja se concorda:

1- Semáforo para pedestres e conversão de carro ao mesmo tempo

Se você já viajou pelo Canadá e Estados Unidos, deve ter reparado que os carros fazendo conversão, disputam o sinal verde com os pedestres atravessando a rua, pois apesar dos pedestres terem preferência, ambos podem cruzar ao mesmo tempo.

Para cidades pequenas e ruas pouco movimentadas, essa lei é fantástica e agiliza o tráfego, mas para o centro de Toronto isso é um inferno, além de super perigoso.

Pensando nisso, sou super a favor de semáforos EXCLUSIVOS para pedestres, sem concorrência com carros! E se pudesse ter mais semáforos de pedestres que cruzassem na transversal e de todos os lados de uma só vez, como é o caso da Yonge x Dundas, tudo seria ainda melhor.

2- Cheiro de maconha nas ruas

Discussão sobre o uso de maconha em Toronto e no Canadá vem sendo debatido pelos políticos, e talvez, logo será liberado para todos e não somente para pessoas com prescrição médica.

Eu acho tudo isso ok, e cada um fuma, come e bebe o que bem entender! Mas sério, eu ODEIO cheiro de maconha e não tem um dia que não saio a pé no centro de Toronto e não sinto cheiro da erva. Resumindo, tanto faz se a lei está ou não em vigor, o uso é deliberado e a polícia, na minha opinião, faz vista grossa.

O que me irrita é que além do cheiro de cigarro, tenho que conviver com o cheiro de maconha… um saco!

3- Péssima administração de trânsito

Acho que já falei várias vezes aqui no blog que o trânsito em Toronto é um caos e a cada dia fica pior.

Se eu fosse prefeita, eu demitiria todo mundo desse setor e colocaria uma equipe que pensa! Pois na minha leiga opinião, vários problemas de trânsito poderiam ser resolvido com ações rápidas e que impactariam positivamente a vida das pessoas.

Acho lindo essa ação de incentivar as pessoas a andarem de bicicletas e transporte público. Mas não podemos ser burros e esquecer que Toronto tem inverno (rigoroso) e muita gente abandona as bikes nessa época do ano. E que transporte publico funciona, mas deveria ser bem mais eficiente e com mais linhas de metrô. Então, só ficar cuspindo ideologias não resolve… o setor de trânsito precisa agir.

Carros vão continuar existindo e é preciso pensar em formas inteligentes de deixar a vida de quem dirige mais humana, eu por exemplo, evito com todas minhas forças dirigir em Toronto. Além do trânsito ser travado, dirigir parece um jogo de fliperama tentando evitar pedestres, bicicletas e motoristas que deveriam voltar para a auto-escola …

4- Smog no verão e frio (sem noção) no inverno

Claro que não poderia escrever esse post sem falar do clima, né?! Apesar de preferir viver em temperaturas mais amena o ano inteiro, confesso que adoro a mudança das estações de Toronto e no Canadá. Se eu fosse canadense de verdade, reclamaria de todas as épocas do ano; no inverno porque é frio, na primavera por causa dos pólens, no verão porque é quente demais e no outono porque o inverno está chegando (risos).

Mas o que eu não gosto mesmo é de uma palavrinha chamada “smog” no verão, para entender o que é isso, imagine a poluição e a humidade de misturando, isso vira uma nuvem nojenta no céu e a gente fica rezando pela próxima chuva para limpar o céu novamente!

E no inverno e eu até encaro o frio de peito aberto, mas quando alguns dias a temperatura bate os ridículos -20C, aí não dá! PQP… eu xingo até a ultima geração do São Pedro! ahahah … PS: e olha que eu reclamo de barriga cheia, pois o inverno de Ottawa (que eu morei por 4 anos) é muito pior!

5- Demora da chegada das malas no Aeroporto de Toronto

Vocês sabem que eu adoro viajar e sempre que posso, dou minhas escapulidas. Para facilitar minha vida, já fiz TUDO que estava ao meu alcance para agilizar minha passagem pelos aeroportos, especialmente na América do Norte: sempre que posso só viajo com mala de mão, sou aprovada pelo NEXUS (pré-aprovação de passageiros para passar mais rápido pela imigração e detector de metais no Canadá e Estados Unidos) e já tenho tudo no tamanho ideal para não causar bloqueio ou coisa assim.

Meu problema é quando eu vou para viagens mais longas e preciso levar malas que são despachadas, sempre que retorno a Toronto já sei que vou me irritar, pois leva uma vida para as malas chegarem na esteira! E falando nisso, está aí outra coisa que faria urgente, privatizaria o Pearson Airport (aeroporto internacional de Toronto), ele precisa ser mais eficiente e mais barato, pois a gente paga muuuuuuito pela administração, vocês já repararam o quanto de taxa pagamos em cada passagem aérea dentro do Canadá, um absurdo!

Viu? Eu falei que não existe lugar perfeito no mundo … e para comprovar o que estou falando, visite o blog das outras meninas que hoje está falando sobre o mesmo tema e veja quais as coisas que elas não gostam de Toronto:

Mariana Cimini: Virei Canadense
Carina Iani de Barros: Outside Brazil
Gabriela Ghisi: Gaby no Canadá
Livi Souza: Baianos no Polo Norte