E aí, vale a pena viver e trabalhar na Australia?

Vale a pena trabalhar na AustraliaAntigamente me perguntavam sobre o Canadá, agora, vira-e-mexe o pessoal através dos comentários do blog ou via e-mail, me perguntam se vale a pena se mudar e trabalhar na Australia. Perguntinha pra lá de difícil, né? Mas segue aí algumas reflexões pessoais sobre o tema…

.:. Pra viver alguns anos ou pra sempre? .:.

Pra gente, a Australia está sendo um país super interessante e fascinante para curtir o momento atual.

Estamos aproveitando a oportunidade de trabalhar numa empresa de renome e que nos oferece boas oportunidades de crescimento. O dolar australiano em alta é outro atrativo, especialmente quando comparado ao americano e consequentemente ao canadense. Estamos adorando estar perto da Asia e Pacifico Sul para viajar muito. A qualidade de vida é realmente maravilhosa, estilo Brasil, mas sem violencia desenfreada e corrupção descarada. E de quebra os Australianos costumam ser receptivos… enfim, adjetivos são o que não me faltam para dizer sobre o país.

Porém, não consigo me imaginar morando aqui pra sempre, como costumava fazer com o Canada e os EUA. Acho a economia Australia muito polarizada, somente duas industrias estão realmente dando certo; o de exportação e as mineradoras… o resto, esta sofrendo com o dolar alto e outras coisitas do mundo globalizado, especialmente a industria do varejo. Não gosto da política de se “vender” para a China, especialmente em se tratando de terras agricolas (uma coisa é vender o produto, outra é vender a terra!), acho o custo de vida demasiadamente caro (e os salários não acompanham a evolução dos preços, especialmente no setor imobiliario — se bem que o Brasil nesse quesito esta igual ou pior) e o problema da distância pesa muito (no bolso e na logística).

Outro problema da Australia, é que não vejo muito por onde crescer profissionalmente para quem está fora da área da mineração. Apesar de existir as empresas locais e filiais de multinacionais, os grandes cargos corporativos não estão aqui e existe uma certa limitação. Porém, se carreira internacional não for pra você, a Australia é um país excelente e deve ser considerado como uma opção do “pra sempre” (se é que alguma coisa deve ser pra sempre!).

.:. Então não devo ir para Australia? .:.

Claro que deve :!: … como já comentei acima, a Australia é um país interessante, com oportunidades (e para quem não sabe, tem programa de imigração aberto para profissionais com qualificações em demanda, esse visto garante a flexibilidade de emprego e “garantia” dos mesmo direitos e benefícios dos australianos (com excessão do voto, que só se atinge depois da cidadania). Engenheiros e algumas outras profissões, especialmente as ligados ao setor de mineração, estão “facilmente” conseguindo visto de profissionais qualificados através de empresas (o que deixa a liberdade de ir e vir mais engessada, já que fica-se na dependencia da empresa em que se esta trabalhando)

Dessa forma, como sempre recomendo para qualquer caso de experiência internacional, vá/venha com a intenção de ficar por uns 2 anos e depois, se gostarem vão ficando, do contrário, só a vivência, as amizades e a maior fluência do ingles, já terão valido a pena! Mas não vá achando que tudo são flores… essa ida ao exterior ao mesmo tempo que pode ser muito positiva, pode também resultar em perda de tempo profissional, sair da sua área de trabalho, dificuldade em retornar ao mercado na sua volta ao Brasil… então, pese sempre os prós e contras ante de embarcar e fique feliz com o que resultar.

.:. E como faço para procurar emprego? .:.

Eu não sou agência de emprego e muito menos especilista em imigração (risos), mas recomendo esses dois sites para quem quiser começar as pesquisas de emprego: http://www.seek.com.au/ e http://www.careerone.com.au/

Outro site interessante para tentar fazer contato com recrutadores e empresas, é o Linked-In.

Acho que é isso… coloquei a cara pra bater!!! E você, concorda? Discorda? Tem dúvida? Coloca lá na caixa de comentários… vamos debater o assunto 8)

PS: Recomendo também a leitura completar do post “Canadá vs. Australia”.

Categoria(s) de viagem: AustraliaDesabafosIntercambioJá moreiSobre a vidaTrabalho

Curta o blog de viagem Mikix no Mundo no facebook:

Texto por Mirella

Morando fora do Brasil desde 2000; já chamou de "casa" países como Canadá, Australia, Holanda e atualmente está na Flórida, Estados Unidos Pedagoga que virou analista de sistemas e hoje, além de blogueira, trabalha como agente de Intercâmbio. Adora viajar, tirar fotografias (bem amadoras) e não dispensa um vinho e muito menos um chocolate! Mantem o blog mikix mikix.com e o viajoteca.com como hobby, tentando fazer disso uma profissão (lucrativa, risos!)!

68 Comentarios

  1. Catherine says:

    Oie Mirella;
    A Austrália é com certeza um país que tenho vontade de conhecer, pelo menos passar um reveillon em Sydney.
    Aproveitando o post, você viu que eu mandei pelo twitter um link com algo relcionado a Austrália ?

    Austrália é o melhor país para expatriados, diz pesquisa (http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5591403-EI17616,00-Australia+e+o+melhor+pais+para+expatriados+diz+pesquisa.html)

    abraços;
    Catherine
    http://meetyoutherecanada.blogspot.com/

  2. Cesar says:

    Post muito interessante. Só confirmou a imagem que tinha do país.

    E a vida segue…

  3. André says:

    Acabei de mudar para Brisbane….não acho que nada nessa vida é para sempre…ainda mais no mundo de hoje em que as coisas mudam rápido…mas por enquanto..estou gostando…!
    Gostei do jeito easy-going dos australianos no trabalho e no modo de levarem a vida!

    • Ola André,
      Bem-vindo a Brisbane… eu também gosto muito daqui. Todo dia aprendendo alguma coisa nova!
      Quem sabe um dia a gente se tromab por aí, né?
      Veio pra ca como imigrante, trabalhar ou estudar?
      Abs

  4. Patricia says:

    Oi Mi
    Aqui as pessoas sao realmente um amor, mas quanto a qualidade de vida fica meio a desejar ao meu ver, mas tambem depois da Suiça acho dificil conseguir um Pais que tenha tanta qualidade hahahaha.Me arrependi de ter saido da Suiça e vindo para ca, ter deixado meu emprego la entre outras coisas…agora eh tarde, mas a vida segue…

    Concordo com voce quando diz ser parecido com o Brasil, se forem brasileiros que nao passaram por outros Paises (digo, morando mesmo) vao achar aqui o paraiso, facil de se adaptar, diferença eh que a vida aqui eh cara!Olha que comparo com Zurique.

    Voces mesmo ja sentiram a diferença com o Canada. :wink:
    Por enquanto estou aproveitando, mas depois de 3 meses aqui ja sabia que nao queria ficar para sempre : )

    Adoro seus posts!ah
    To indo para Brisbane no feriado do dia do trabalho em março, vc vai estar ai?Podiamos desta vez nos ver para jantar ou uma cervejinha, que achas? beijos
    Patty :-)

  5. Andre says:

    Vim pra ca para trabalhar, na area de IT…fui sponsorado por uma empresa Australiana!

    Abs,

  6. André says:

    No…ASG Group…uma empresa de consultoria…trabalho com Oracle hehe

  7. Antonio says:

    “Outro problema da Australia, é que não vejo muito por onde crescer profissionalmente para quem está fora da área da mineração”

    Equivocada essa afirmacao! Trabalho na area de Digitla Media e Market Online. As empresas desses setores vem crescendo bastante!
    Minha esposa e’ professora. 67mil ao ano inicial… beneficios e 16 semanas de ferias por ano! :o

    A area de saude vem exportando profissionais todo semestre!

    • Oi Antonio, Tudo bem?
      Obrigada pela sua colocação, depois de 2 anos vivendo por lá, eu continuo achando que existi sim várias opções de empregos, inclusive, para o pessoal da area administrativo, a Australia, de maneira geral, recebe melhor os imigrantes que o Canadá que ainda paga muito pouco esses profissionais recem chegados, mas que o setor na mineração influencia os outros setores, isso não tem como negar.
      Mesmo o setor de telecomunição e network presta serviço para as mineradoras e assim por diante, eu sinto que os outros setores que estão se dando bem, são porque de uma maneira ou de outra estão relacionados com as mineradoras.
      Quanto ao setor educacional, não dá nem para começar a comparar o Brasil com a Australia… é uma tristeza o que o Brasil faz com as escolas, professores e alunos. Sua esposa é brasileira?
      Assim… eu sei que generalizei um pouco no post, mas eu sinto que a Australia deve urgentemente diversificar seu mercado e ao mesmo tempo investir mais de P&D para as universidades que fazem pesquisa em mineração, não dá para só vender produto e não vender tecnologia…
      Nossa, acho que precisamos sentar e conversar, né? Estou começando a viajar e poderia ficar escrevendo aqui pra sempre…
      ADORO a Australia, mas sinto que ela precisa melhorar em várias coisas, eu não a comparo com o Brasil e sim com o Canadá.
      Abs

    • Rodrigo says:

      Olá Antonio, desculpe o incômodo, mas gostaria de saber: sua esposa já era professora aqui no Brasil quando passou a lecionar na Austrália? E ela fez algum curso (TESOL, ou outro)? Agradeço pela atenção.

  8. Milena says:

    Ola, sou formada em comercio exterior, tenho fluencia em ingles (morei em nyc por mais de um ano) hj trabalho em uma multinacional americana, aqui no Brasil.
    Eu teria chances de me colocar no mercado astraliano dentro da minha profissão?

  9. Guilherme says:

    Oi Milena!

    Hoje, mais uma vez, tive uma parada na vida para refletir sobre tudo que acontece no Brasil. Estou aqui conversando com a minha esposa a respeito disso: morar no exterior.
    Sou formado na área de sistemas, trabalho como Analista de Sistemas Sênior em um terminal portuário (falo isso pois me parece ser um bom emprego, mas não aqui…) e fico aqui pensando se vale a pena jogar tudo pro ar e tentar uma vida no exterior. Não sei nem por onde começar. Lendo seu relato, deu vontade… Mas por onde começar?
    Um beijo. Sucesso.

    • Oi Guilherme,
      Acho que a vida no exterior vale a pena pela experiência e não necesariamente pelo dinheiro.
      Vá com a intenção de experimentar, aprimorar uma lingua e assim por diante.
      Para começar, eu recomendo pesquisar países que aceitam imigração: Canadá, Australia e Nova Zelândia, por exemplo.
      Os sites de imigração dos próprios governos têm todos os detalhes.
      Qualquer coisa me avisa. Espero que essas informações te ajudem nesses primeiros passos.
      Abs

  10. Mike says:

    Olá bom dia,

    Tenho 23 anos, inglês fluente (que é minha paixão), e tenho pensado muito em estar indo para a Austrália. No meu circulo de amigos, costumo ouvir muito sobre “como deve ser bom sair do Brasil…” mas nao tenho certeza se seria o melhor para mim… Como eu, varios provavelmente tem esta dúvida… por um acaso, eu, que nao tenho muita experiência. (currículo), poderia me dar bem aí?

    Venho de família pobre, consegui as poucas coisas que tenho com muuuito tempo de ralação, mas depois de ficar ligando a TV logo quando aparece alguma noticia de politica ou morte, me da ódio do Brasil e quero correr daqui o quanto antes… o que me dizem galera??? PS: Estou adorando ler estes posts.

    • Ich Mike, complicado dar conselho, hein?
      Eu amo a Australia, acho que a experiência de morar fora do seu país de origem é excepcional… mas se você vai dar certo ou não por lá, é complicado dizer, entende?
      Bom saber que está curtindo os posts… leia mais, pesquise mais e dessa vez aconselho a tirar suas próprias conclusões ;)
      Abs

  11. Anderson says:

    Mirella, tudo bem com vc? Gostaria de uma informação sua, tenho ideia de ir trabalhar e estudar na Austrália,mas não sei como proceder em uma coisa.
    O intercãmbio te dá opção de moradia,e te diz que a cada mês tem um custo x.existe a possibilidade de eu entrar no país como estudante por poucos meses e buscar uma moradia por minha conta e continuar trabalhando e renovando o visto? ou fico preso a empresa de viagens?
    Porque o custo é muito alto,gostaria de saber qual a melhor ´saída pra mim economizar.
    Muito obrigado.

    • Oi Anderson,
      Geralmente, o pessoal que vai estudar por um ano como intercambista, reserva “casa de família” (homestay) por 4 semanas e chegando lá já tenta arranjar um apartamento para dividir com outros estudantes, que é bem mais barato e geralmente melhor localizado. Com certeza, você deve fazer o mesmo.
      Mas, você precisa fechar com alguma agência de intercâmbio os estudos. A melhor empresa que conheço no momento na Australia é Hello Australia, pode dizer que a Mirella do blog mikix quem indicou.
      Abs

  12. Anderson says:

    Obrigado pelo seu retorno,pois é muito importante ter algumas informações de quem realmente morou lá.
    Você saberia me dizer se:
    Existe a possibilidade de eu trabalhar como motorista de caminhão,soldador,eletrecista,ou na área de construção?como faço para ter as ditas licenças,mesmo com visto de estudante posso tirá-las? É possível com minha habilitação (ou uma internacional) trabalhar de motorista?
    Gostaria de ir e depois minha esposa, tentar realmente criar laços para morar .
    Ficaria mais fácil,acredito eu,por ter mais de uma ocupação.
    No mais desculpe o incômodo, e muito obrigado.

    • Oi Anderson,
      Agora você me pegou, hein? Eu acho que pra isso você vai precisar tirar licenças especiais e com visto de estudante acho que seria quase impossível, melhor ver com o pessoal da agência mesmo :)
      Desculpa não poder te ajudar com essas dúvidas, são muito pessoais e eu realmente não manjo muito de imigração.
      abs

  13. Francisco Jr says:

    Mirella, bom dia! Lendo seus comentários e respostas fica evidente que se alguém for profissional de mineração então, ao ir para a Austrália, encontrará o paraíso? Te pergunto isso pois eu e minha esposa estamos tendenciosos a “abandonar o barco” aqui no Brasil. Ela á Engenheira de Mineração e as coisas aqui para este setor estão meio confusas porque o pessoal lá de Brasília criaram um tal de marco regulatório para a mineração mas não votam de jeito algum e isso faz com que todas as consultorias não tenham projetos para trabalhar e as mineradoras não invistam com medo de perder $$. Eu sou formado em Administração com foco em Gestão Adm. e também de saco cheio deste nosso querido Brasil. Estamos pensando em dar entrada no visto para imigração, mas há a possibilidade de “adquirir” um sponsor? Conhece alguém que poderia nos dar uma força nesta questão?

    Abçs

    • Oi Francisco, Tudo bem?
      Olha … atualmente a coisa deu uma revirada lá na Australia, pois a China parou de comprar minério de ferro e aí a coisa pegou.
      Mas acho que no caso de vocês, se sua esposa já tem experiência e fala inglês fluente, eu tentaria procurar um emprego por lá e tentar o sponsorship do visto de trabalho. Estando lá, o visto sai bem mais rápido e você como visto de esposo, pode também buscar por trabalho.
      Claro que tendo o PR (Permanent Resident Card) é melhor, mas na época que eu estava na Australia, eles estavam precisando de tanta gente, que isso não era problema mesmo.
      O único problema do pessoal da engenhearia de mineração, são os locais de trabalho, geralmente no meio do nada… mas eles tem um esquema de 4 ou 5 dias trabalhando e 3 de folga… mas não sou expert!
      Procure oportunidades no http://www.careerone.com.au/ ou http://www.seek.com.au/
      Espero ter ajudado um pouco.

      • Francisco Jr says:

        Oi, Mirella, obrigado, sempre ajuda! Mas vc não esta mais na Austrália? Aonde esta agora? Na verdade falamos em migrar para lá mas o Canadá tb é uma forte opção, só que temos um pouco de receio do frio muito intenso de lá. A idéia de ficar “encarceirado” ao menos 4 meses por ano nos assusta um pouco. No caso da minha esposa, ela não trabalha diretamente com extração o foco dela é consultoria. Obrigado pela atenção!

        • Oi Francisco,
          POis é… saimos da Australia em outubro do ano passado (quase chorando) e voltamos para o Canadá, nem sei se ficaremos por muito tempo, isso será decidido nos próximos meses…
          Eu sempre digo assim: o Canadá é um país bem melhor que a Australia, mas a Australia é um Brasil que deu certo… Vai de preferência mesmo… no Canadá se tem o frio e na Australia a distância … no Canadá tem preços pareceidos com os EUA e na Australia a vida ee mais cara … no Canadá tem o frio insuportável e na Australia praias sem fim …
          Difícil optar! Eu mesma não consigo chegar a uma conclusão… quando estou na Australia sinto falta do canadá e quando estou no congelador, sinto falta da Australia… meu caso é sério :)
          Abs

  14. Mariana says:

    Oi Mirella ,tudo bem ?
    Então,eu e uma amiga temos planos de morar na Austrália futuramente.Somos pedagogas e fizemos pós em psicopedagogia. Temos 24 anos e nosso inglês é mediano.Você sabe me dizer como anda o setor educacional para imigrantes ? O que nos sugere,para baratear nossa viagem e conseguirmos sobreviver ? Um abraço ,Mari

  15. Priscilla says:

    Oi Mirella, td bem?

    Meu marido fez contato com um brasileiro q vive aí e este falou maravilhas daí (só o lado bom, rs).
    Então, meu marido trabalha na área de TI e pelo q esse rapaz falou, não seria difícil conseguir emprego aí.
    Mas fico com receio por mim… no Brasil sou advogada, não estou atuando no momento. Meu inglês é avançado, porém não fluente…
    Esse rapaz comentou q pessoas q trabalham com estética na Austrália ganham mto dinheiro (tudo q envlve a área da beleza), pois disse ser mto valorizado. Isso procede? As mulheres na Austrália gastam mto dinheiro com estética?

    Bjosss

    • Oi Priscilla,
      Eu particularmente não gosto desse chavões “essa profissão se ganha muito dinheiro”. O setor de estética, massagens, spa e afins são muito procurados na Australia, mas a competição também é fortíssima e todos os dias se vê uma nova casa de massagem nas cidades ou no fundo de casa e por aí vai… então é assim, pode se ganhar dinheiro mas tem que ser bom e ter experiência.
      Mas pra você que é advogada e conseguir emprego nessa area talvez seja mais complicada, de repente o setor de estetica seja uma boa opção pra você sim :)
      Mas de novo, não sou especialista no assunto para te responder isso com clareza, pois não sou dessa área.
      Boa sorte nas pesquisas e qualquer coisa, vamos nos falando!
      Abs

  16. Priscilla says:

    Oi Mirella, essa informação que me foi passada sobre valorização da estética é na verdade no Canadá. Achei q meu marido tinha falado q era na Austrália… mas a pergunta vale para os 2 países! rs

    Bjos

    • No Canadá, acho que funciona da mesma forma que na Australia, mas achei que na Australia tinha-se mais spas que no Canadá.
      Algumas brasileiras costumam criar clientela para fazer unha entre as brasileiras… de repente… pode ser uma ideia.
      Abs

  17. Jimmy says:

    Olá Mirella tudo bem?
    tenho 36 anos, sou consultor especialista em processos de TI, suporte, governança e tenho MBA em gestão de projetos, to pensando em ir para algum país para trabalhar, juntar algum pouquinho de grana e o foco principal aprender bem o ingles.
    Que país vc indica? to saindo do Brasil pela primeira vez, consigo sobreviver? não tenho nenhum pudor com trabalho, posso fazer qualquer coisa.
    quanto ao inglês consigo aprender sem precisar frequentar nenhuma escola?
    Obrigado.

    • OI Jimmy,
      Acho complicado você sair do Brasil com toda essa experiência e estudos e topar fazer qualquer coisa, pior ainda, pensar em junta algum dinheiro.
      Geralmente o pessoal que vem para conciliar estudo e trabalho, vem para o trabalho ajudar a pagar as despesas… juntar é difícil… aqui no Canadá, só se você conseguir algum emprego na construção, mas é difícil e o trabalho é bem pesado.
      Melhor vir estudar numa boa… e quem sabe se aplicar para um processo de imigração, onde você possa atuar na sua area e aí sim, pensar em juntar dinheiro.
      Abs

  18. Angela says:

    OI Mirella,
    Meu caso é meio delicado, pois sou solteira e tenho um filho de 10 anos. Gostaria de morar fora com ele, para que ele possa ter a oportunidade de estudar e aprender inglês e ter mais qualidade de vida. Hoje penso mais nele do que em mim! Sou formada em um curso tecnico de propaganda e marketing, o qual não vejo nenhuma demanda possível! Mas faria qualquer trabalho honesto, não para juntar e sim pra me manter com meu filho.Já verifiquei que na Australia as escolas para ele são pagas, o que me desmotivou, apesar de eu achar melhor para nós por causa do clima. Mas também pensei no Canadá o que você acha? Teria algum curso que você indicaria para um trabalho eventual?E qual a melhor forma de migrar? Seria através de um intercâmbio?

    • Oi Angela,
      Acredito que pra você o melhor seria se aplicar para uma imigração, pois aí seu filho pode estudar em escolas do governo (de excelente qualidade e gratuita) e você pode trabalhar na sua area, ou começar em alguma outra coisa e ir caminhando até sua área.
      Para o Canadá, recomendo você ler os blogs especializados em imigração, de gente que está no processo e manda dicas de como proceder os websites do governo federal: http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/index.aspw e do quebec: http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/EN/
      INtercâmbio é bem bacana, mas não garante imigração e juntas teriam que pesquisar se seu filho poderia estudar sem pagar.
      Abs

  19. jaime says:

    Não sei se vc ainda acompanha os comentários, tenho vontade de ir para austrália com a cara e com a
    coragem, trabalhar em qualquer coisa, o que acha ? obrigado.

    (só pra constar, sou formado em desenho industrial, tenho curso de Ti ( sap/abap) e experiencia em vendas, construção civil e outras coisas, mas quero mesmo começar do zero, nem que seja lavando pratos. obrigado)

    • Oi Jaime,
      Você pode ir com a cara e a coragem, mas meu conselho é que vá para estudar inglês e obtenha o visto de trabalho, para que possa trabalhar legalmente no inicio… assim conhecerá o país e se gostar, se aplica para imigração.
      Ir com a cara e coragem tem suas mazelas… vale considerar uma forma mais tranquila para o começo.
      Abs

  20. Vinícius says:

    Olá Millena,

    moro no interior de sp e tenho pretenções de em breve conhecer a Austrália e depois qm sabe fixar residência por ai…. gostaria de lhe fazer 2 perguntas: Procede a informação que o ramo agropecuário está em bom crescimento? quais regiões estão fortes no setor?

    A outra pergunta é, existem brasileiros que foram tentar a vida por ai abrindo um comércio? Se sim, como se saíram?

    Parabéns pelo texto! um abraço

    • Oi Vinícius,
      Não sei nada sobre a area de agropecuária na Australia… então vou ficar devendo essa resposta.
      Quando a brasileiros abrirem negocio, com certeza se você pesquisar direitinho, tiver paciência e dedicação não tem o que dar errado. Conheço alguns brasileiros que abriram negócio estão fazendo a vida por lá….
      Abs

  21. Júlio César Cavalcanti says:

    Olá Mirella.
    Não falo inglês nem sou formado, por isso pergunto: há alguma chance de conseguir morar e trabalhar na Austrália?
    Tenho algumas economias guardadas e estou pensando em arriscar uma aventuram.
    Mas uma coisa é que eu sou muito esforçado e tenho uma facilidade de aprender e buscar o conhecimento.
    O que você me diria??

    • Oi Julio, Tudo bem?
      Sem inglês a vida fica bem complicada, dessa forma o ideal é se matricular em um curso de inglês que te dê permissão de trabalho. Estudo muito e fique fluente o mais rápido possível, aí se aplique para algum curso técnico e comece a vida…
      Quem sabe não dá certo uma imigração jea estando por lá.
      Boa sorte.

  22. Júlio César Cavalcanti says:

    Olá Mirella.
    Não falo inglês nem sou formado, por isso pergunto: há alguma chance de conseguir morar e trabalhar na Austrália?
    Tenho algumas economias guardadas e estou pensando em arriscar uma aventura.
    Eu sou muito esforçado e tenho facilidade de aprender e buscar o conhecimento.
    O que você me diria??

  23. Luciano Tavares says:

    Oi Mirella

    Tenho 45, e faz anos que quero mudar pro Canada. Sou engenheiro civil e leio que Alberta esta no bum na construcao. Estou bem aqui no Brasil. Bom emprego, remuneracao acima da media. O que me aborrece mesmo aqui sao razoes filosoficas. Corrupcao, o pais sem rumo e longe de onde gostariamos que estivesse.
    Mas ainda assim fico na duvida se alguem da minha idade tem chances de se colocar no job market. Sei que teria que enfrentar a validacao de diploma. Tudo bem. A questao mesmo e’ se o mercado aceita os de meia idade!
    Vc tem alguma opiniao sobre isso ou conhece alguem com essa experiencia ai!:
    Abc
    Obrigado

    Luciano

    • Oi Luciano, Tudo bem?
      Até onde eu sei, não há limite de idade para a imigração canadense, diferentemente da Australia que o limite é 45 anos.
      Quando vc manda resume para os empregadores não precisa por idade, mas obviamente sua experiência declara isso :) – Tenho dois amigos de engenharia civil que estavam trabalhando na area, mas não podiam assinar como engenheiros pois não tinham terminado os exames de equivalência… aliás, essa é outra coisa a se pensar, nee? Você vai estar no pique de estudar tudo de novo?
      Abs

  24. Luciano Tavares says:

    Ah desculpa, apenas para complementar , tenho bom ingles, mas preciso melhorar. Nunca e~bom o suficiente quando estamos ai, nao e

  25. Luciano Tavares says:

    Ah desculpa, apenas para complementar , tenho bom ingles, mas preciso melhorar. Nunca e~bom o suficiente quando estamos ai, nao e mesmo.
    Tenho mestrado e gestao de engenharia e sou especializado em gerenciamento de projetos.

  26. Rodrigo Silva says:

    Eu gostaria de saber se valeria à pena um brasileiro arriscar carreira policial ou militar na Austrália,ou mesmo no Canadá.Grato desde já.(Ainda estou estudando,mas me interesso neste ramos,tenho um bom nível de inglês).

    • Puxa… não tenho a melhor ideia. Sei que há muitos policiais imigrantes no Canadá e provavelmente na Australia também, não sei sobre a carreira militar.
      Vou ficar te devendo.
      Abs

  27. Julian Gheraldi says:

    Olá, sou estudante de arquitetura e estou para me formar em dezembro de 2015. Meu currículo é legal e só tende a melhorar! Meu inglês é legal, mas claro preciso de pratica que só morar fora me daria. Meu sonho sempre foi e sempre sera morar fora do Brasil. Há 3 semanas estou pesquisando sobre a Austrália e me apaixonei de verdade por tudo ai!

    Bom, namoro uma arquiteta formada a 3 anos e queremos tentar a chance de ir morar/trabalhar/estudar na Austrália. Acha que seria interessante? Alguma dica? Como acha que devo proceder para realizar esse sonho..? Quero me formar primeiro e ir com minha parceira assim que finalizar a faculdade aqui.. O processo seria complicado? Estou lotado de dúvidas! :(

    Att, Julian! abraços!

    • Oi Julian,
      Minha sugestão é que pesquisem sobre o processo de imigração (Permanet Resident) e verifiquem se a profissão de vocês está na lista e se podem se aplicar.
      Do contrário, muita gente vai como estudante e com o visto, pode-se trabalhar 20hs por semana… essa pode ser uma alternativa para vocês conhecerem um pouco mais do país antes de ter a imigração.
      Ajudei?
      Abs

      • Julian Gheraldi says:

        Claro! A profissão consta sim na lista! Só preciso entender melhor os pré-requisitos para poder se aplicar!

        Sobre isso de ir como estudante.. eu pesquisei uns intercâmbios e vi que por uns 15 mil reais, você fica 6 meses estudando inglês por lá! No primeiro mês tem hotel e etc.. e depois é por conta própria.. O que eu não entendi sobre esses processos é que se eu arranjo um emprego legal.. ou quero continuar estudando.. fazer algum curso voltado pra arquitetura que seja! eu tenho que vir embora em 6 meses??? o visto vence ou algo do tipo? ou eu posso troca-lo etc.? ;(

        Enfim, muito obrigado de qualquer maneira.
        Abs!

        • OI Julian,
          Se não me engano, na Australia, se você for estudar por mais de 3 meses, tem que ter o visto de estudante… e estando lá com esse visto, é só ir renovando caso esteja matriculado em escola.
          O arranjar emprego já faz parte do visto… tudo é legal, mas não sei se no college ou universidade você pode trabalhar, seria legal conversar com algum agente de intercâmbio especializado em Australia, como o Hello Australia, por exemplo.
          Abs,

  28. Henrique Freitas says:

    Olá Mirella,

    Sou formado na área de sistemas e TI com especialização em administração em boas universidades, tenho inglês fluente e 40 anos. Estou avaliando a opção de aplicar para o regional business de BC no Canada, já tenho o capital disponivel para a estruturação da empresa. Curiosamente noto que todos que falam de imigrar para o Canadá é sempre em busca de emprego ou no máximo para montar uma lojinha “no escuro”, nunca algo realmente direcionado e bem estruturado com BP etc. Vc conhece ou sabe como está o processo de apply para Vancouver e regional business (PNP) ?
    Sabe se no caso de Canadá ou Nova Zelândia o processo é parecido e se tem mais ou menos restrições?

    Obriigado

  29. Carolina says:

    Ola Mirella, sou recém formada em Engenharia Mecânica e gostaria de mais informações sobre como posso conseguir um emprego na austrália, pois li que se precisa de pessoas de experiência na área, e não entendi muito bem se preciso tirar o visto primeiro para conseguir emprego ou vice-versa. Pois vi também que tem um custo elevado para se tirar o visto. Você saberia me dizer quem poderia me ajudar com todas essas dúvidas, ou alguma empresa especializada nisto?
    Obrigada.

  30. Eduardo says:

    Olla Mirella!

    Gostaria de saber, se as coisas ai sao mais caras do que no Brasil? e qual a media de salario minimo e se com este salario o que eu consigo comprar para permanecer no País.

  31. Marcel says:

    Mirella,

    Minha esposa passou no Doutorado pelo programa Federal. Tenho interesse de fazer MBA na área de Negócios. Você tem base de valores. A cidade que a gente vai ficar é Brisbane.

    Obrigado

  32. Marcelo says:

    Olá Mirella.

    Venho lendo algumas de suas publicações nos últimos meses.

    Nasci no BR e moro hoje no BR mas já morei por 1 ano em Dublin, para estudar inglês. Meus pais são italianos e por isso tenho cidadania deste país. Tenho 30 anos e sou Adm., trabalho há 12 anos na área de logística.

    O fato é que desde que voltei para o BR, em 2010, não teve um dia sequer que não pensei em voltar. Não me adaptei mais ao país e seus problemas (OK, sei dos pontos positivos, mas onde se está costuma-se sempre exponenciar os problemas). Além da opção de voltar à Europa, tenho avaliado Australia, Canadá e NZ tbm. Tenho alguns problemas com o frio, mas nada que não me adapte. rs

    Sei das opções do working holiday visa, o que me faz inclinar para AUS e NZ.

    Vi boa parte de seus comentários, mas nada sobre a possibilidade de ir com este tipo de visto (que é bem mais fácil e cheio de vantagens, já que não tenho um bom nível de ingles para imigrar em minha profissão). Minha idéia é ir, estudar e trabalhar em algo para pagar as contas. Em seguida tentar algum MBA e me colocar em minha área. Tenho dúvidas onde teria melhor sorte (estatisticamente); você pode opinar com sua experiência?

    Obrigado e parabéns pelos textos.

    • OI Marcelo, Tudo bem?
      Eu sempre achei que a Asutralia e a NZ tem um política mais aberta pra esse tipo de “imigração”, tipo mais fácil chegar com visto de estudante e de alguma forma ir ficando. Mas como a economia está meio devagar agora… não sei se isso ainda é válido.

      Se vc fizer curso de especialização ou alguns colleges no Canadá, vc ganham permissão de trabalho e depois pode ir tentando ficar. Muita coisa está mudando no setor de imigração e visto para o Canadá.

      Ajudei?
      Abs

  33. Aline says:

    Olá Mirella tudo bem?

    Sou fotógrafa e meu namorado fisioterapeuta, ele já morou vários anos na Austrália e é apaixonado, voltou para o Brasil e não consegue se acostumar, estamos pensando em ir para a Austrália, eu já tenho meu negócio aqui, mas gostaria de saber se tu tem alguma informação sobre a área de fotografia , salários, se conhece algum estúdio fotográfico, ou fotógrafas que trabalham na a´rea de fotografia Newborn e gestante….

    para começar a ter uma estabilidade ai, em média demora quanto tempo?

    Desde já muito obrigada

    Aline

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *