Melbourne: a capital cultural da Australia

Melbourne é uma cidade que te hipnotiza, ela não é bonitona como Sydney e nem tem o climinha gostoso de Brisbane e Perth, mas por outro lado, é a capital cultural da Australia e e na minha opinião, é o pedaço mais cosmopolita, gastronômico e europeu da ilha!
Federation Square em Melbourne
Federation Square

Tendo em vista tudo que Melbourne tem a oferecer, dois dias não dá para ver tuuuuudo, mas é possível ter uma ideia bem legal dos principais pontos turísticos. Acho que 3 dias seja o ideal e depois tem outros dias para a Great Ocean Drive, Phillip Island, Barossa Valley Yarra Valley para os vinhos e por aí vai…

O grande problema da cidade, sem dúvida é o clima maluquinho e instável! E por falar em clima, esteja preparado pra tudo, pois caso a chuva apareça, é sempre importante ter o plano B, e nessas horas o City Circle Tram (trenzinho gratuito para turistas) ou um dos museus, cairá muito bem!.
Café da manhã na Degraves Street
Café da manhã na Degraves Street… com chuva ou sol!

É nas ruelas (chamada de “lanes“) que se encontra o “submundo” de Melbourne, seja através dos incríveis grafitismo, dos restaurantes descolados ou da fascinante vida multicultural da cidade! Um mosaico de predios vitorianos, galerias (arcades), docerias e parques … depois praia, vida outdoor e gente descolada … tudo isso misturado em perfeita harmonia é Melbourne!
Grafitismo em Melbourne
Grafistismo refletido da janela… 

Dica: A cidade de Melbourne oferece gratuitamente dois meios de transporte gratuitos para os turistas. O Melbourne Visitor Shuttle e o City Circle Tram, para entender o circuito de cada um, veja essa brochura.

Docerias de Melbourne "Grafitismo
[Fotos Acima] Melbourne é assim, no espaço de um final de semana, saimos de casaco em um dia e no outro estávamos de alcinha! E minha mãe era só sorriso olhando a vitrine de uma das docerias no Block Arcade e na ruazinha descolada e também cheia de docerias na Acland St em Santa Kilda, reparou?

Roteiro de 2 dias em Melbourne

Sem muito me prolongar e sem querer deixar um passo-a-passo restrito, deixo aqui uma ideia do roteiro que usamos:

:arrow:  Dia 1 (todo chuvoso e frio): Café da manhã em um dos restaurantes da Degraves St > De lá seguimos para as lindas arcades de Melbourne, sugiro usar parte desse walking tour proposto pela City of Melbourne (ou a trilha do Golden Mile que é bem tradicional!) > Com a chuva que nos acertou por lá, resolvemos pegar o City Circle Tram (gratuito) para explorar um pouco da cidade sem se molhar (ele é meio sem graça, mas funcionou para a chuva) > Depois de dar a volta inteira no trenzinho, paramos na Federation Sq e lá ficamos explorando a galeria de arte aborigine (gratuita e imperdível) e também os arredores da praça (não perca o grafistismo ou arte de rua, como eles chamam em inglês – veja aqui as principais ruas)
Depois do caminho pelo centro e principais pontos turisticos dessa região, quase no final da tarde zarpamos para Fistzroy (não confunda com Fitzroy St em Sta. Kilda). Esse bairro boêmio da cidade, é recheado de restaurantes, galerias, livrarias e um esquema alternativo, bem diferente do centro de Melbourne. Vale uma paradinha para o café da manhã ou para a baladinha noturna. Para quem estiver por lá no sábado entre 11am e 5pm, vale dar uma paradinha no mercado Rose Street Artists. O centro das atividades de Fitzroy fica entre as ruas Brunswick x Jonhston. > A noite fomos para South Yarra (entre as ruas Toorak x Chapel), não sei se era o frio, mas achei a região bem mortinha para domingo a noite!

Melbourne Lanes de Melbourne Arcades de Melbourne
As várias facetas do CBD Melbourne

Fitzroy em Melboune
Brunswick St em Fitzroy

:arrow:  Dia 2 (ensolarado e quente): Levantamos cedo, pegamos o Melbourne Visitor Shuttle (gratuito) para o Queen Victoria Market tomar café da manhã, apesar de toda fama desse mercado, eu sinceramente não achei a menor graça, é legal para os moradores, mas deixa a desejar para os turistas (de repente vale comprar alguns souvenirs) … > De volta no Melbourne Visitor Shuttle, seguimos até a parada final no The Shrine e The Royal Botanic Gardens, para ver um pouquinho do skyline de Melbourne desde o The Shrine, e uma caminhada pelo jardim botânico também valeu a pena. De lá, pegamos um onibus para a deliciosa praia de Santa Kilda (ela é bem feia, mas animada!). A dica de Santa Kilda é pegar o onibus até o Luna Park e então vir voltando pela beira mar, entrando para comer um docinho da Acland St., seguir até Fitzroy St e caminhar um pouco pelo pier.

Caso ainda tenha tempo, minha sugestão é que pegue um taxi até Brighton Beach (ou mais especificamente Dendy St Beach) para ver as casinhas de banho coloridas… eu adorei!!! Para retornar a cidade, basta caminhar alguns quarteirões até a estação Brighton Beach e prontinho! > Como a noite estava agradável, seguimos para Southbank para jantar em um dos dos pátios dos restaurantes aos pés do Rio Yarra. (PS: Nessa viagem faltou uma visitinha a Docklands com calma, mas preferimos outras cositas para nossos 2 dias em Melbourne).

Vista de Melboune The Shrine
Vista de Melbourne desde o The Shrine e o próprio The Shrine

Santa Kilda Santa Kilda Pier
Um pouquinho de Santa Kilda

Brighton Beach Brighton Beach
Um pouquinho de Brighton Beach

Fala sério, deu vontade de conhecer Melbourne, né?

Leia também:

Roteiro: 15 Dias pela Australia
Descobrindo a Australia: de Melbourne a Adelaide
Como pedir café na Australia
Todos os posts da Australia no mikix

Categoria(s) de viagem: AustraliaMelbourneViagens

Curta o blog de viagem Mikix no Mundo no facebook:

Texto por Mirella

Morando fora do Brasil desde 2000; já chamou de "casa" países como Canadá, Australia, Holanda e atualmente está na Flórida, Estados Unidos Pedagoga que virou analista de sistemas e hoje, além de blogueira, trabalha como agente de Intercâmbio. Adora viajar, tirar fotografias (bem amadoras) e não dispensa um vinho e muito menos um chocolate! Mantem o blog mikix mikix.com e o viajoteca.com como hobby, tentando fazer disso uma profissão (lucrativa, risos!)!

9 Comentarios

  1. Elvira says:

    Oi Mi.
    Achei Melbourne muito bonita. Nunca tinha prestado muita atenção nessa cidade.
    Pelo jeito o clima dela parece o de São Paulo: todas as estações do ano em um só dia…
    Bjs.
    Elvira

    • Elvira, nem me fala Melbourne é uma loucura em questão de clima eheheh… mas ela é uma delicia!!!
      Eu gostei muito e senti não ter ido mais vezes pra lá, ela me lembra um pouco Montreal aqui do Canadá.
      bjo

  2. Ronaldo says:

    Ola. Belo texto, Realmente da’ excelente dicas da cidade. Porem, no comeco voce menciona Barossa Velley que fica proximo de Adelaide. Talvez vc queira dizer outro local. No mais, fantastica analise da cidade.

    • Noooooossssaaaaa Ronaldo!!!
      Super obrigada por mencionar isso… fiquei maluquinha e troquei Yarra Valley por Barossa.
      Já corrigi no texto e ainda bem que me avisou, eu pensei em uma coisa e escrevi outra! Obrigada novamente…
      Valeu e volte sempre :)
      Abs

  3. Oi, Mi. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

  4. Ana says:

    Tenho loucura pra conhecer a Austrália! Teus posts são super legais, Mi, as dicas são ótimas! Quando eu for pra lá, com certeza vou vasculhar teus arquivos aqui pras dicas. Beijo!

    • Ana, A Australia é linda… morro de saudades e as vezes me pego pensando, porque voltei!!!
      Quando for pra lá, me escreva, pois tenho muitas outras dicas que ainda não deu tempo de escrever aqui eheheh
      bjão e obrigada pelas palavras

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *