“Não seja egoísta, tenha filhos!!!”

“A vida com filhos é muito melhor e mais feliz!”

“Você nunca vai entender o que é amor incondicional, se não tiver um filho!

Você vai se arrepender mais tarde!”

Essas frases me dão arrepiu só de escrevê-las aqui, juro! Tem coisa mais sem graça, do que alguém ficar te passando aquela ladainha e tentando te convencer a ter uma prole depois que sua resposta é: “Eu não quero ter filhos!” ou “Eu não tenho filhos!”.

Pois é, as vezes sinto que é pecado uma mulher resolver não ter filhos, e se ela for bem casada e com uma vida financeira estável então… esquece, já estarão te comparando a um ET! Você só é perdoada quando tem problemas de infertilidade, e aí as pessoas passam a ter dó (como se alguém merecesse um sentimento de pena! Quebra essa… ehehhe).

Eis algumas razões pelas quais as pessoas resolvem não ter filho (como se precisássemos de razões, né?):

– Não ter compromisso de educar uma criança

– Falta de grana

– Poder colocar a cabeça no travesseiro e não precisar pensar em acordar cedo

– Poder viajar para todos os lugares do mundo sem precisar parar em playground para distrair as crianças

– A grana que gastaria na educação do meu filho, vai direto pra aposentadoria

– E por falar em aposentadoria, a possibilidade de se aposentar mais cedo é infinitamente maior.

– Ajudar o mundo a não ficar super povoado 🙂

– Problemas de fertilidade

– Não precisar explicar para uma criança porque o mundo é tão desigual, preconceituoso e injusto

– Ser tia e dinda já satisfaz o possível instinto maternal

– Não ter instinto maternal

etc etc etc …

E o melhor, pra todos esses motivos, muitas pessoas terão respostas prontas, dizendo que a decisão é errada por causa disso ou daquilo ao invés de simplesmente dizer “é justo, cada um pensa do jeito que quiser!”… pois no final das contas, não precisamos ser todos iguais!

Casal sem filhos Casal com filhos
É bonito dos dois jeitos! (Fotos por: Africa e Photostock, no freedigitalphotos.net)

Aí eu me pergunto: será que em pleno século XXI todas as pessoas são obrigadas a seguir uma vida de nascer, crescer, reproduzir e morrer! Será que o único verbo que realmente temos a opção de mudar nessa lógica, não pode ser alterado? Será que não poderíamos trocar essa sequência para simplesmente: nascer, viver como se quer e morrer?

Na minha opinião a vida pode ser feliz com ou sem filhos! E cada mulher ou casal deve ter a liberdade da escolher o que for melhor pra eles, se está certo ou errado, só o tempo dirá (tanto pra quem tem filhos, quanto pra quem não tem)… famílias lindas são aquelas que crescem juntas no amor, respeito e cumplicidade, e de novo, e de novo… com ou sem filhos!

Update [06/Abril/2014]: Só me liguei agora que o título do post está voltando a decisão para a minha pessoa, mas na verdade eu ainda não decidi o que fazer, estou ali no limiar do “vai ou racha” e confesso que está sendo a decisão mais complicada da minha vida! Um dia eu conto… Esse post foi escrito para expressar a maneira que penso, para dizer que não acredito que felicidade na vida adulta somente pode ser completa com filhos e acima de tudo, esse é um post pela liberdade da decisão.