Leituras de 2021

Eu sempre gostei muito de ler. Desde adolescente lia livros dos mais diferentes tipos, ai dos clássicos aos romances de padaria! Para se ter uma ideia, durante a fase do vestibular, eu já tinha lido quase todos os livros da lista, assim como vários do Sidney Sheldon. (risos)

Mas de uns anos para cá, com essa onda de social mídia, pequenos textos e “outras prioridades”. Sem me dar conta, fui deixando minhas leituras de lado. Quando lia mais de 3 livros por ano, já era muito! Sabe quando as leituras de artigos profissionais, textos de revistas, folheada em jornal já “te basta”, pois é…

Mas em julho desse ano, decidi que era tempo de mudar! Queria voltar ao hábito da leitura de qualquer jeito.

Foi quando uma amiga, a Dani, me convidou para participar de um clube de leitura que estava começando. O grupo se chama Passaporte Literário, ele tem como objetivo reunir pessoas acima de 30 anos e a curadoria é baseado em livros contemporâneos e de autores brasileiros! 

Topei o desafio e desde então já li 6 livros e estou com outros 6 engatilhados! 

Estou longe de ser leitora voraz, mas quero que a leitura volte a fazer parte da minha vida, como sempre fez.

Esse post não tem a intenção de nada, só mesmo criar minha lista de leitura de 2021, para referência própria. Contudo se estiver precisando de indicações, vou deixar um breve achômetro de cada um.

Livros de 2021

A Força da Idade Vol. 1 | SIMONE DE BEAUVOIR

[Compre aqui]

Eu sou fã da Beauvoir, mas esse livro para mim não fluiu. Apesar disso, foi interessante ler uma espécie de auto-biografia, que para mim mais se pareceu com um diário. Amei conhecer um pouco mais sobre uma das propulsoras do feministas, com certeza, Simone era uma mulher muito a frente de seu tempo.

Gostei de entender seu relacionamento com Sartre, sua busca e luta para se tornar escritora, e toda sua vontade de ser livre em um mundo não tão livre assim.

Estou ensaiando para começar o volume 2, mas estou com medo de demorar outros 6 meses para acabar! 🙂

Amor Segundo Buenos Aires |  Fernando Scheller

[Compre aqui]

Um livro que mistura histórias de amor, desencontros, encontros, desafeto e redimissão. Tudo isso envolvido em uma cidade deliciosa que é Buenos Aires.

Uma leitura simples, leve e cheia de afago. Eu achei que os personagens não são surpreendentes, mas são reais. Um livro perfeito para um respiro na pandemia.

Pequena coreografia do adeus | Aline Bei

[Compre aqui]

Ah gente, vocês precisam ler esse livro. Uma poesia em formato de livro. Sabe aquela leitura que te envolve, te faz chorar, te faz pensar, e te faz se envolver com a personagem principal. Sei lá… acho que todas nós temos um pouco (ou muito) da Julia.

Um livro feminino, feminista, profundo, poético e que desejo que você também leia.

Eu sou Malala | Malala

[Compre aqui]

Diante de tudo o que foi falado e visto sobre o Afeganistão esse ano, resolvei acompanhar o grupo de leitura para reler o livro ‘Eu sou Malala”. E foi interessante.

É necessário ler esse livro sob a ótica de uma adolescente que viveu uma realidade completamente diferente da nossa, em todos os aspectos: sociais, culturais e religioso.

Se conseguir fazer esse enlace, o livro é muito rico.

Contudo, depois que acabei a leitura e discuti com os amigos do grupo, somplesmente fechei o livro e continuei com minha vida… enquanto a vida de tantas meninas e mulheres do Afeganistão voltou para a idade da pedra. Muito estranho pensar nisso!

A Natureza Da Mordida | Carla Madeira

[Compre aqui]

Eu simplesmente amei esse livro. A trama nos envolve na vida de duas mulheres, em diferentes faixa etárias, mas que precisavam se encontrar naquele livraria para conseguir desabafar, analisar a vida e seguir em frente.

Um livro sobre amizade, sobre o perdão, sobre aquela dor que não cicatriza. Só leia e depois me diga o que achou.

O Avesso da Pele | Jeferson Tenório

[Compre aqui]

Um livro necessário e obrigatório, especialmente para pessoas brancas, como eu, que estão buscando entendimento sobre o racismo estrutural. Um romance bem trabalhado, com tema forte e profundo, porém o livro flui e posso até dizer que é fácil de ler.

Recebi muitos tapas na cara com esse livro, e me vi/vejo reproduzindo o racismo de forma tão “inocente”, mas ao mesmo tempo tão cruel com quem sofre. É como uma amiga do grupo de leitura disse, “somos todos racistas e machistas em graus diferentes de desconstrução!”.

Enfim, nós, brancos, precisamos URGENTE aprender sobre o racismo estrutural, pois só assim teremos a chance de construir um futuro mais digno e justo para as próximas gerações.

Maria Bonita | Adriana Negreiros

[Compre aqui]

“Maria Bonita: Sexo, violência e mulheres no cangaço” é um livro indigesto, porém me fez abrir os olhos e tirar aquela ideia romantizada de um dos casais mais famosos do Brasil: Lampião e Maria Bonita.

A leitura me pareceu um documentário narrado, não tem nada de ficção. Cada parágrafo é um soco no estômago, pois a violência e as atrocidades do mundo sertanejo desse período histórico era cruel pela seca e pelos homens.

Maria Bonita de feminista também não tinha nada. Enfim, esse livro é uma construção real dos cangaceiros e uma desconstrução do cangaço romantizado. Recomendo muito a leitura, mas se prepare.

Livros que estou lendo:

A Descoberta do Kindle

Acredite se quiser, mas somente esse ano descobri e gostei do kindle. Sempre fui apegada a livros físicos, até que em uma das nossas mudanças, doei todos minha biblioteca e foi um choque, guardei pouquíssimos livros.

Acho que esse desapego me ajudou a testar o kindle e confesso que deu super certo. Demorou um pouquinho para me adaptar, pois ele não é assim um celular, entende? No começo a gente acha ele bem tosco, mas agora… amooooo! Consigo ler em qualquer circunstância, com qualquer luminosidade e se não estou com o aparelho kindle nas mãos, posso usar o celular para ler em uma fila ou enquanto espero qualquer coisa.

Eu comprei o Kindle Parperwhite e super recomendo!

E você, o que tem lido? Conta para mim… me manda alguma sugestão de leitura.

PS: Para o próximo ano quero tentar incluir alguns livros sobre a história canadense e australiana na minha lista. Se souberem de alguma coisa, me encaminhe, please.